Moradias Sociais em Sant Boi de Llobregat (Barcelona)

27/04/2021
Bloco de 79 moradias sociais com furos na fachada que revelam no seu interior pátios e terraços que servem de elo de comunicação entre os seus habitantes e cuja drenagem pluvial é resolvida com canais de drenagem ACO Self. É assim este projeto da autoria dos arquitetos Estudio Herreros e MIM-A, e que se localiza numa área de desenvolvimento urbano de Sant Boi de Llobregat (Barcelona). Esta obra arquitetónica mereceu o Prémio FAD de Arquitetura em 2020.

O grande desafio para a equipa de arquitetos formada pelo Estudio Herreros e MIM-A foi criar uma forma de habitar e transitar de um edifício com um denso agregado de moradias. Daqui resultou o surgimento de um edifício multifamiliar de grande volume constituído por três pisos que são utilizados para estacionamento e zona comercial, e mais 7 para habitação. No total, foram construídos 79 andares sociais. Este complexo programa originou um plano padrão que procurava o mínimo de perda de superfície de comunicação. Por este motivo, foi instalado um único núcleo central, equipado com duas escadas intermédias do tipo «tesoura», dois elevadores e dois núcleos de instalação.

As fachadas exteriores são repetitivas e fechadas por meio de chapa industrial exterior ventilada. Esta envolvente contínua às vezes é quebrada por vãos que amenizam a densidade do bloco residencial, e que ao mesmo tempo servem para gerar espaços que favorecem a ventilação cruzada. Grandes janelas externas com rutura térmica têm vista para salas de estar e quartos. As entradas, cozinhas e casas de banho abrem-se para corredores internos onde as fachadas adquirem um caráter quase pitoresco. Estes interiores terminam com treliças nas janelas e ladrilhos que se abrem para um grande átrio acessível a partir da rua que acaba por se transformar num grande pátio comunitário. Além disso, algumas das casas também possuem terraços intermédios. Todos estes espaços têm em comum a disposição dos revestimentos e pavimentos em cerâmica em espinha com uma longa tradição na Catalunha. Nos pisos são inseridos canais de drenagem ACO Self com gradeamentos galvanizados de forma estudada e em paralelo; Esse sistema é utilizado para a captação de águas pluviais e efluentes decorrentes da manutenção e limpeza das moradias.

Para melhorar a qualidade energética e reduzir o impacto ambiental do edifício, foram instalados na cobertura painéis solares que recolhem energia fotovoltaica para iluminar os espaços comuns e as moradias dispõem de sistemas aerotérmicos para aquecimento e ACS.

Este conjunto de moradias localizado no projeto de urbanização do Salão Central de Sant Boi de Llobregat (Barcelona) tem uma área de construção de 12.675,30 m2 e foi premiado com o Prémio FAD de Arquitetura em 2020.

Moradias sociais no Hall Central.

Localização: Sant Boi de Llobregat, Barcelona (Espanha)

Desenvolvedor: Impsol.

Arquitetos: Estudio Herreros + MIM-A (Mariona Benedito + Martí Sanz).

Estruturas Manuel Arguijo.

Instalações da IGP Enginyers.

Builder Acsa Sorigué.

Solução ACO: Canais de drenagem ACO com grelha galvanizada.

Fotografia José Hevia.

Contacto  Aviso Legal