Travessia de fauna na autoestrada rota do sol, itatí, rio grande do sul, brasil

28/10/2021
Na autoestrada Rota do Sol em Itatí (Rio Grande do Sul, Brasil), foi instalado o túnel climático ACO Wildlife KT 500 para proteger os anfíbios e animais pequenos de serem atropelados ao atravessar a estrada.

A autoestrada ERS-486, conhecida como Rota do Sol, no município de Itatí (Rio Grande do Sul, Brasil) é a principal ligação entre os municípios do Litoral Norte e da Serra Gaúcha. Esta autoestrada passa pela Reserva Biológica Estadual Mata Paludosa, que abrange uma área de 271,87 hectares e é considerada uma Unidade de Conservação de extrema importância para a preservação de anfíbios em qualquer contexto regional, uma vez que alberga quatro espécies em perigo de extinção.

Os anfíbios e os animais pequenos ocupam uma grande variedade de habitats que são frequentemente divididos por estradas. Os anfíbios, em particular, empreendem uma migração sazonal entre habitats terrestres e as suas zonas vitais de desova. Como se movem lentamente e podem passar um tempo relativamente longo nos caminhos que atravessam, muitos anfíbios e outros animais pequenos estão condenados a ser atropelados. Os animais que fazem migrações em massa no final do inverno ou verão, após as tempestades, correm um elevado risco de serem atropelados pela passagem de veículos. Para além dos animais, existem riscos para os utentes das estradas, condutores e passageiros.

Para que as travessias dos anfíbios sejam seguras, eis alguns aspetos fundamentais: é importante que o comprimento do túnel seja o mais curto possível, o material não deve eliminar a humidade dos animais, a temperatura no túnel deve estar o mais semelhante possível à temperatura ambiente e, para evitar qualquer desorientação, os componentes não devem conter quaisquer metais.

 

Soluções da ACO aplicadas

Para satisfazer estes requisitos, foram instaladas seis passagens inferiores de 12 m cada uma, ligando os dois lados da estrada. A solução utilizada foi o túnel climático ACO Wildlife KT 500, um sistema de túnel e de parede guia fabricado em betão polímero para anfíbios e animais pequenos.

Este sistema pode facilmente funcionar com níveis altos de água e instalações subterrâneas e de secção transversal de estradas. Além disso, como a solução apresenta uma maior eficiência no controlo da mortalidade animal devido ao atropelamento, é eliminada a necessidade de instalar equipamentos de controlo de velocidade dispendiosos.

A construção de sistemas de proteção de animais selvagens é uma medida segura e eficiente para a vida selvagem. Trabalhando em colaboração com especialistas ambientais, a ACO utiliza os seus vastos conhecimentos em matéria de drenagem superficial para desenvolver soluções que, com planeamento, consultadoria, fabrico de qualidade e monitorização dos sistemas instalados, representam a base para uma proteção animal duradoura e eficaz.

Contacto  Aviso Legal