Actualidade

Está aqui

Caves Mont-Ras: arquitetura, hipérboles e vinho

05/02/2018
Os canais ranhurados modulares de drenagem da ACO passam discretamente sobre o pavimento de betão contínuo que se estende ao longo das 4 naves das Caves Mont-Ras, revestidas com abóbadas de tijolo. Concebidas pelos arquitetos Jorge Vidal e Víctor Rahola, constituem uma obra arquitetónica que, enterrada, se integra perfeitamente na paisagem de vinhas.

O novo edifício das Caves Mont-Ras, destinado à produção de vinho, é uma plataforma enterrada. A sua cobertura-jardim descarrega o peso da terra por meio de abóbadas de betão, cujo cálculo otimizado desenha uma secção de arcos hiperbólicos. Os muros de contenção perimetrais com as terras obedecem à melhor geometria para descarregar os esforços de compreensão da terra. É assim que os arquitetos Jorge Vidal e Víctor Rahola descrevem este projeto que realizaram num município próximo da Costa Brava, em Girona.

O equipamento resume-se a abóbadas de tijolo colocadas na vertical, permitindo a entrada de luz zenital. É composto por quatro naves com espaços intermédios que contêm as instalações. Na primeira nave, começando pelo lado direito, são armazenados os utensílios do desenvolvimento agrícola das vinhas, existindo ainda os laboratórios, as áreas de engarrafamento e a câmara frigorífica. A segunda nave destina-se às cubas de maceração do mosto. A terceira nave armazena os barris e as garrafas em repouso durante longos períodos. E, finalmente, a quarta nave é utilizada para provas, uso e armazenagem das garrafas destinadas às provas. Existe um acesso em forma de túnel da parte superior da casa rural à nave de provas. O acesso às outras 3 naves, no entanto, é feito diretamente a partir das vinhas.

A plataforma sobre a qual assenta converte-se num captador/ recetor de água, que é conduzida para um depósito para a sua posterior reutilização. Para tal, foram utilizados 45 metros de linhas de canais de drenagem ranhurados modulares 20 da ACO. Os canais, com uma ranhura de 8 mm, possuem juntas de união para assegurar a sua total estanqueidade. Com declives incorporados para facilitar a drenagem e o escoamento, estão equipados com várias saídas e incorporam sumidouros que incluem cestos e sifões extraíveis para facilitar a sua limpeza e manutenção.

Caves Mont-Ras
Localização: Mont-Ras, Girona.
Arquitetos: Jorge Vidal e Víctor Rahola.
Estrutura: BAC.
Orçamentos e medidas: Mario Barredo.
Área construída: 573,64 m2.
Solução ACO: 45 metros de linhas de canais de drenagem ranhurados modulares 20.
Fotógrafo: José Hevia.