Actualidade

Nova arquitetura e urbanismo em madrid para 2022

27/12/2021
Madrid está em obras. Mais do que nunca, a capital afirma-se como uma cidade europeia que investe ao mesmo tempo que se transforma e melhora as suas infraestruturas e os eixos de comunicação urbana para os seus utilizadores. Esta cidade, que será a Capital Mundial do Desporto em 2022, assistirá à inauguração de diferentes obras arquitetónicas emblemáticas, mas também à conclusão de projetos urbanos que dotarão a cidade, por exemplo, de mais ciclopistas.

A arquitetura continua a ser exibida em Madrid, quer seja através de edifícios que surpreendem em altura, quer seja através da remodelação de edifícios antigos. Entre os edifícios mais emblemáticos que ficarão concluídos previsivelmente ao longo de 2022, encontram-se a Torre Caleido, o Estádio Bernabéu e as Torres Colón, que farão com que Madrid perca a sua "ficha". Além disso, Madrid contará com um novo projeto de Norman Foster: a nova sede de Acciona.

Torre Caleido

A torre Caleido, desenhada pelos estúdios de arquitetura Fenwick Iribarren e Serrano-Suñer Arquitetura, é um dos projetos mais importantes dos últimos anos em Madrid. A construção desta torre de 181 metros de altura e 35 andares baseia-se no que é conhecido como blue architecture, um conceito de sustentabilidade que procura ligar os cuidados e o bem-estar das pessoas que respeita o meio ambiente. 

O projeto, com certificado meio ambiental LEED, na categoria ouro, consiste num prisma quadrangular revestido com duas lâminas de vidro preto que criam uma câmara de ar entre elas para um sistema de climatização mais eficiente. Este edifício de utilização mista em forma de T invertido conta com uma torre que alberga a primeira universidade vertical da Europa e outras zonas para diferentes funcionalidades. A drenagem das águas pluviais e residuais foi resolvida com canais ACO GALA, ACO Self 100 com grelha Brickslot e ACO MULTIDRAIN

Estádio Santiago Bernabéu

Existem vários focos apontados na remodelação deste estádio, a cargo do arquiteto Tristán López-Chicheri do estúdio L35. Por um lado, o relvado retrátil permitirá a mecanização do campo e a sua colocação em bandejas que podem ser armazenadas de forma subterrânea em bandejas, permitindo que o estádio esteja operacional praticamente todos os dias do ano. A drenagem do relvado ficará a cargo da ACO, com os seus canais MULTIDRAIN 100, 150 e 300 com grelha em fundição D400. 

Por outro lado, a cobertura total do recinto contará com placas de aço tratado que darão uma imagem caraterística ao campo. Cabe destacar que esta nova cobertura, através de um mecanismo, poderá encerrar a sua parte superior em não mais de 15 minutos, o que garantirá que as condições climatéricas nunca sejam um obstáculo à celebração de qualquer evento. Além disso, o novo estádio irá dispor de cinco restaurantes com vista para o campo, um Sky Bar, um Food Market e novos parques de estacionamento. Haverá também uma fachada destinada a projetar imagens, um painel de vídeo de 360 graus, um museu interativo e virtual e espaços interiores dedicados aos eSports. 

Torres de Colón

Las Torres de Colón, o famoso arranha-céus de Antonio Lamela, vai sofrer uma remodelação que fará com que perca o seu remate original, conhecido como a "ficha", bem como a escadaria externa e a "pele laranja". Com isto, o arquiteto que vai realizar a remodelação, Luis Vidal, pretende que este ícone de Madrid seja de consumo quase nulo.

Acciona Ombú

Acciona Ombú é um edifício de escritórios para uma empresa espanhola de infraestruturas e energia sustentável localizada dentro de um edifício industrial histórico construído em 1905 por Luis de Landecho. O projeto, levado a cabo pela Fosters+Partners, cria um modelo sustentável para a reutilização de edifícios e dá nova vida à área circundante. Com mais de 10.000 metros quadrados de novo espaço para escritórios, o projeto unificará uma combinação única de construção pública e privada com paisagens verdes que se estende até à estação adjacente de Méndez Álvaro.

 

Outros projetos de carácter empresarial que contarão com escritórios de arquitetura de primeiro nível, terão início este ano. Por exemplo, Diller Scofidio + Renfro (USA), Gustafson Porter + Bowman (RU) e b720 Fermín Vázquez (Espanha) estão por detrás do plano AZCA, um acrónimo para Asociación Mixta de Compensación de la Manzana 'A', uma nova área comercial no Paseo de la Castellana.

Em termos de planeamento urbanístico, com um Novo Madrid Norte ainda em projeção, a cidade de Madrid verá melhoradas as seguintes áreas urbanas centrais e periféricas: a pedonização da Puerta del Sol, a ciclovia de La Castellana, e a remodelação do Nudo Norte.

Em termos de sustentabilidade, será também construída a nova estação de compostagem de Valdemingómez, que permitirá um tratamento individualizado dos resíduos e facilitará o progresso no sentido de atingir o objetivo de reciclagem de resíduos urbanos de 55% previsto para 2025, graças à sua tecnologia inovadora e a vários projetos de I+D destinados a melhorar o rendimento e a eficiência energética.

Por último, é importante sublinhar que uma gestão eficaz da água e dos recursos hídricos em todos estes projetos é uma medida extraordinária para aliviar a escassez natural dos recursos hídricos e aumentar a resistência aos possíveis efeitos das alterações climáticas na cidade de Madrid. 

Contacto  Aviso Legal